Gucci, Balenciaga e Louis Vuitton: vestidos mais usados em casamentos de luxo

by - abril 09, 2021



 Ultimamente, o luxo está sendo redefinido por peças mais democráticas e esportivas. Até porque as mulheres estão almejando muito mais praticidade e conforto em uma rotina agitada e repleta de afazeres. A mulher moderna representa a nova geração da moda streetwear. E, deste modo, a aposta das marcas de luxo tem sido em tênis, casacos, bolsas modernas, tracking suits e outros designs que favorecem a vida, na cidade, de uma mulher independente que trabalha, treina e consegue manter uma vida social enérgica.  


Essa tendência, no entanto, não significa o fim do glamour das jóias, das bolsas, dos acessórios, dos penteados elaborados e, principalmente, dos vestidos. Em ocasiões apropriadas e eventos de luxo, é claro. Por essa razão, preparamos este conteúdo especial para você recuperar o estilo clássico e elegante ainda muito bem representado pela Gucci, Balenciaga e Louis Vuitton. Inspire-se! 


Tradição e inovação

Apesar da inovação ser um elemento básico para as renomadas marcas de luxo permanecerem no universo da moda, a tradição também é o princípio básico. 


Assim, ao mesmo tempo em que acompanhar as tendências e as preferências da nova geração street style é necessário para o sucesso e ascensão de qualquer marca, grifes renomadas, como a Gucci, a Balenciaga e a Louis Vuitton, optam por priorizar suas essências fundadoras, conservando toda qualidade e mantendo a alma das primeiras criações, um fator essencial para consagrar a legitimidade de uma verdadeira marca de luxo. 


Esses aspectos que envolvem a modernidade e o percurso histórico, por sua vez, influenciam diretamente no modo como a imagem das grifes são construídas e na afinidade com os clientes. Logo, conhecer a história de uma marca pode significar uma paixão pelo design, pela criação e pelos produtos em si.


Gucci

Gucci é uma grife fundada pelo italiano Guccio Gucci no ano de 1921 em Florença. O fundador teve uma origem muito humilde, assim a grife italiana começou com a fabricação familiar e artesanal de produtos em couro. O destaque no mundo da moda se deu devido ao reconhecimento dos seus excelentes produtos pela nobreza e pela burguesia italiana. 

Guccio Gucci e seus filhos revolucionaram, primeiramente, o mercado de malas de viagens e bolsas. E depois produziram sapatos, cintos e luvas de alta qualidade para clientes internacionais. 

Após muitas brigas, traições e mortes, a empresa não pertence mais à família Gucci e, atualmente, é propriedade da Kering, uma empresa francesa. O diretor criativo é Alessandro Michele. 


Balenciaga

A Balenciaga foi fundada pelo espanhol Cristóbal Balenciaga em 1918 em San Sebastian, cidade que fica ao norte da Espanha. O fundador, devido ao apadrinhamento pela Marquesa de Casa Torrés, conseguiu se formar em alfaiate, abrir seu próprio negócio e investir na alta-costura.

Sendo uma referência de perfeição na confecção de roupas, a grife espanhola se expandiu rapidamente e conquistou a admiração dos seus concorrentes. Preservar e se inspirar na cultura e história espanhola também foi, sem dúvidas, o grande diferencial da marca. Mas também foi o motivo de seu esquecimento, já que, infelizmente, a grife não conseguiu acompanhar a mulher moderna. 

Após esse período de crise, o renascimento da marca aconteceu em 1997 e persiste até hoje com muita modernidade, glória e fama. Atualmente, o diretor criativo é Demna Gvasalia. 


Louis Vuitton

A Louis Vuitton, assim como a Gucci, foi fundada para a produção artesanal de malas e bolsas. Mas, ao contrário da grife italiana e espanhola, a Maison Louis Vuitton Malletier foi criada em Paris no ano de 1854. O produto que permitiu a visibilidade da marca consistiu em uma mala de material impermeável e muito mais resistente, bem como no padrão estampado nos produtos totalmente original para a época e que é utilizado nas produções atuais. 

Somando mais de 160 anos de genialidade, autenticidade, qualidade e muita paixão, a Louis Vuitton, hoje em dia, pertence ao bilionário Bernard Arnault e tem como diretor criativo Nicolas Ghesquière. 

Vestidos de luxo 

Embora a inovação, a modernidade e a praticidade exijam mudanças no mundo da moda, o luxo e o glamour são muito resistentes e continuam envolvendo as grifes, já que algumas ocasiões, tais como casamentos de luxo, premiações das celebridades e cerimônias, ainda solicitam trajes apropriados. O desfile pelo tapete vermelho da cerimônia do Oscar é um exemplo clássico disso. 

Nicole Kidman usou, na noite do Globo de Ouro de 2021, um vestido Louis Vuitton feito sob medida. O modelo preto e longo, que demorou 425 horas para ser criado, foi um sinônimo de sofisticação, visto que apresentava quatro correntes bordadas juntamente a muitos cristais projetados elegantemente. Realmente, uma inspiração de look para casamentos luxuosos. 

Dakota Johnson de Gucci no Oscar 2017 também é uma referência. A atriz apostou em um modelo longo e de tom perolado, o que garantiu muitos elogios. 

Agora, se você quer se inspirar em uma cor mais viva e glamurosa, Nicole Kidman  confirmou, mais uma vez, todo seu bom gosto e elegância ao usar um vestido Balenciaga vermelho no Oscar 2007.


Por fim, é necessário ressaltar que os vestidos de luxo nunca perdem suas referências clássicas e sofisticadas. Por isso, adquirir um Gucci, um Louis Vuitton ou, ainda, um Balenciaga para casamentos e festas luxuosas é sim uma excelente escolha. Se você gostou destas inspirações, curta e compartilhe!


You May Also Like

0 comentários